Como anda sua carreira?

Por Vânia Faria

Tenho observado muitas gerações de profissionais que ainda não sabem com clareza distinguir “carreira” de “profissão”. Existem muitas dúvidas, confusão e informações distorcidas a respeito deste tema. Eu, particularmente, venho trabalhando em uma teoria baseada na experiência como consultora em desenvolvimento humano, em especial nos processos de coaching de carreira que já realizei e tenho realizado com pessoas de diversas faixas etárias.

Profissão é aquilo que você professa, ou seja, aquilo que você exerce. As diversas tarefas realizadas, quando agrupadas, formatam uma profissão. Quando você pratica diversas tarefas e consegue agrupá-las também em diversos grupos podemos dizer que você possui várias profissões. Vamos analisar esta questão através de um exemplo.

O Médico e o Músico

Ele atende em um consultório seus pacientes todos os dias, vai até o hospital e realiza diversas cirurgias, acompanha seus pacientes enfermos, medica, pede exames, analisa os resultados, conversa com outros médicos, trabalha com uma equipe de pessoas também da área médica. Em fim, todas essas atividades agrupadas formam uma profissão – a de médico.

Esse mesmo médico chega a sua casa, pega a guitarra, verifica a afinação do instrumento, exercita os dedos, faz exercícios com a voz, veste uma calça de couro preta com uma camisa também preta, pega sua guitarra e se dirige ao “Beatles BAR”. Esta rotina se repete todas as sextas-feiras e sábados. Ele é remunerado por esta profissão, assim como os outros músicos de sua banda. Ele tem até um fã clube no Facebook, é conhecido como o “cover perfeito do Paul McCartney”. Enfim, todas essas atividades agrupadas formam sua segunda profissão – a de músico profissional.

Ele poderia ter ainda uma terceira ou quarta-profissão. Algo errado nisto? Absolutamente não. Em qual profissão ele se realiza? Nas duas.

E a carreira deste profissional? Que análise podemos fazer?

Desde muito jovem ele descobriu que se sentia muito bem consigo mesmo, quando percebia que fizera algo que promoveu bem-estar ou alegria a outro ser humano.

Um belo dia uma frase surgiu em sua mente e ficou rodeando todos os seus pensamentos: Minha missão de vida é: “Promover a alegria e bem-estar de todos os seres humanos que estiverem em busca disto e que cruzarem meu caminho. Minhas ferramentas de trabalho na missão: a medicina, a música, uma palavra acolhedora ou gestos de generosidade”.

E então, aos poucos, ele foi percebendo que o que ele fazia por outros seres humanos há muitos anos lhe retornavam na mesma moeda com percentuais generosos de acréscimo. Passou a fazer mais e mais nas duas profissões. Continuou estudando e se aperfeiçoando, afim de estar cada vez mais próximo da perfeição. Ele impregnou seu trabalho com sua essência, através daquilo que chamamos de “amor”.

Hoje é reconhecido como um grande médico e um excelente músico. Tem o reconhecimento da sociedade em suas duas profissões, está muito satisfeito com sua vida financeira, se sente muito realizado e com um senso permanente de estar vivendo verdadeiramente a sua missão de vida.

Carreira e Missão de Vida

A carreira deste profissional foi criada, aperfeiçoada e talhada em cima de sua missão de vida. Cada passo que ele dá, cada decisão tomada, segue sua bússola interior. Ele tem muita clareza sobre a sua missão de vida, a visão de futuro que vislumbra para os próximos anos, transmite congruência em seus atos e decide sua vida através de seus valores pessoais. Ele criou uma filosofia de vida própria, que é o que chamamos de “Marco Filosófico” no mundo de consultoria. A sua carreira é o conjunto de conquistas, histórias de sucesso que ele vem colecionando dia após dia e também o aprendizado com os insucessos. É uma busca constante pela vivência da própria verdade, levando-a para o bem comum de todos que ele encontra em sua jornada profissional.

E você? Como anda sua carreira? Já conhece sua missão de vida?

Bem, deixo aqui uma orientação para vocês – profissionais de inúmeras áreas: – invista sim em aprender uma ou mais profissões. Coloque a mesma energia / meta em se autoconhecer. As profissões são a nossa maneira de realizar coisas (podemos fazer uma analogia com o carro). O autoconhecimento dará a você a fórmula do “como fazer” (é o motorista – a essência).

O autoconhecimento fará com que você encontre o significado em fazer as coisas. Você conseguirá tomar decisões alinhadas com sua essência e poderá desenvolver uma “carreira autêntica”. Não tentará repetir padrões aprendidos ou ditos como certos. Encontrará a sua própria fórmula para a felicidade duradoura. Afinal, como disse um músico no passado:

“… de que vale a vida sem a felicidade…”

Post retirado de www.evolucaohumana.com.br/blog

0 Respostas

Ficou com vontade de trocar uma ideia? Deixa uma mensagem pra gente!

Seu email não será publicado